Logo Olimpíadas 2016

Amanhã, 5 de agosto, acontece a cerimônia oficial de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016. E como marca mundial mais representativa do universo esportivo, as Olimpíadas são uma grande oportunidade para as empresas se destacarem. Porém, apenas os patrocinadores oficiais podem realizar propagandas focadas nos Jogos.

Ainda assim, é possível que as marcas aproveitem o momento de modo favorável. Para pegar carona nos Jogos e conquistar resultados duradouros, a dica de Inga Johnson, do Advertising Age, é fugir das propagandas convencionais, que já não atingem de forma tão eficaz os consumidores, e apostar em um programa de marketing com influenciadores – pessoas que acreditam nas companhias e continuam falando bem sobre seus produtos e serviços após o fim dos Jogos.

Para ela, existem quatro pontos essenciais para que essa estratégia seja bem-sucedida. Confira!

  1. Prepare os influenciadores para que eles propaguem sua empresa, seus produtos e serviços da forma correta. O que é simples. Basta mantê-los sempre bem informados a fim de que suas conversas sobre a marca e o que ela oferece sejam claras e relevantes.
  2. Alcance interação verdadeira dos influenciadores com o seu produto ao invés de somente enviá-lo gratuitamente com uma hashtag para ser compartilhada. Assim, é possível criar uma campanha autêntica e conquistar os consumidores.
  3. Encontre oportunidades realmente relevantes para a sua marca. Para isso, descubra quais eventos provocarão conversas entre seu público-alvo que possam fazer com que a sua marca seja lembrada e foque nesses pontos.
  4. Aposte em uma estratégia versátil e conte com diferentes tipos de influenciadores, como comerciantes, clientes e especialistas do segmento em que atua. Pois eles podem indicar o conteúdo mais oportuno para você ampliar o alcance e a relevância da sua marca entre os consumidores certos para os seus produtos.

Colocando isso em prática, serão grandes as suas chances de se beneficiar com a Olimpíada de 2016 e continuar conquistando resultados em longo prazo.

Confira o artigo de Inga Johnson no site do Advertising Age ou encontre a versão traduzida para o português no portal Meio & Mensagem.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 ABC Gráfica Digital - Solução em FastPress. | by Cloudbe

× Como podemos te ajudar?

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?